FRETE GRÁTIS PARA TODO BRASIL

Blog

Hippie Style: A Moda do Estilo Livre e Descontraído Que Surgiu de Um Movimento de Paz

Hippie Style: A Moda do Estilo Livre e Descontraído Que Surgiu de Um Movimento de Paz

A moda hippie de 1960/1970 refletia a resposta da cultura jovem aos costumes rigorosos e aos valores conservadores das décadas de 1950 e meados de 1960. Definidos por sua atitude despreocupada e descontraída, os hippies adotaram um estilo mais eclético e descontraído que simbolizava paz, amor e igualdade para todos. Artistas como Jimi Hendrix, The Beatles, Jefferson Airplane e Cher popularizaram a moda hippie que misturava roupas étnicas, padrões coloridos e roupas folgadas. Tudo isso fez o hippie parecer uma das tendências mais reconhecíveis da década de 1970.

 

O estilo deles era tão ultrajante e anômalo que, por si só, poderia tornar impossível o movimento hippie de ignorar.

 

Solto e Descontraído 

As mulheres hippies usavam roupas folgadas e descontraídas, como kaftans, tops  floridos, vestidos maxi e calças de sino. Isso representou uma mudança dos vestidos de linha A mais formais e personalizados da década de 1960. Também fez uma mudança nos tecidos populares; o advento do aquecimento central em residências e carros fez do uso de materiais de vestuário mais leves uma necessidade. Os tecidos esvoaçantes também cresceram em popularidade. Algodão leve, voile, chiffon, viscose rayon e materiais escovados se tornaram os padrões da época.

Moda Reciclável e Liberdade Feminina

A moda dos hippies era tanto ameaça quanto influência para o establishment da moda. O pluralismo aberto do hippie derrubou o desafio para as revisões oportunas oferecidas às mulheres pela indústria da moda. O sabor do vestuário vintage estabeleceu um continuum entre o passado e o presente, uma réplica à amnésia forçada dos clientes, informando que a cada ano era um tabula rasa de consumo. Também ressoou com o crescente movimento de libertação das mulheres: as mulheres não seriam mais informadas do que vestir por um estilista, que geralmente era do sexo masculino.

Inspiração Internacional

Pela primeira vez, nas décadas de 1960 e 1970, as viagens ao exterior tornaram-se acessíveis às massas por meio de companhias aéreas comerciais. Muitos ocidentais puderam visitar locais distantes e trazer consigo roupas, inspiração e tecidos nunca antes vistos. O estilo hippie começou a incorporar influências e peças estrangeiras. As jaquetas caftans, quimonos,  Jelaba e Nehru da Índia, África e Ásia tornaram-se a inspiração o conforto em casa e para os casacos leves que se tornariam itens de moda da época. Freqüentemente, essas peças eram reinterpretadas para ter detalhes decadentes e ostensivos, como lantejoulas.

Calçados e Acessórios

Os sapatos de plataforma eram um item básico da década de 1970. Os sapatos variavam de um quarto a quatro polegadas de altura e eram caracterizados por suas solas grossas, altas e planas. Devido ao perigo percebido de plataformas tão altas, muitos optaram por tamancos para capturar o espírito do estilo robusto, mantendo-se mais fundamentados.

As joias populares da época foram inspiradas na natureza ou em designs artesanais de nativos americanos. Os colares apresentavam miçangas, sinais de paz, flores, pingentes e sinos. Pulseiras de amizade também se tornaram populares. As pulseiras de tecido feitas com fios coloridos eram fáceis de reproduzir e compartilhar. Os acessórios para o cabelo incluíam bandanas estampadas, tiras finas e coroas de flores.

Contra as normas Flower Power

O movimento hippie promoveu a expressão pessoal, eliminando as normas de gênero e apoiando a igualdade para todos. Os homens usavam cabelos compridos e indomáveis, geralmente com costeletas. Comparados aos cortes de cabelo bem cuidados, curtos e encerados das gerações anteriores, os homens hippies eram percebidos como mais femininos.

Túnicas, tie-dye, franja, pintura corporal, piercings e tatuagens serviram como uma maneira vibrante e eclética para os baby boomers se separarem distintamente das imagens e normas mais conservadoras do passado.

 As mulheres redefiniram o que era aceitável, usando uma variedade de saias longas, desde saias longas até mini-saias curtas. Flores e estampas florais foram usadas como um símbolo de paz e amor. O conceito de Flower Power também emergiu como uma resistência passiva à Guerra do Vietnã durante o final da década de 1960.

O poeta beat Allen Allen Ginsberg cunhou a expressão em 1965 como uma maneira de as pessoas transformarem a guerra em paz.

Para dar significado físico à visão de um poeta, os hippies se escondiam em tecidos florais e distribuíam flores para o público e os soldados.

Para promover ainda mais sua causa pacifista, alguns no movimento hippie colocaram flores nos canos das armas dos soldados, enquanto outros fizeram correntes de margarida. Claramente, as palavras recentes do ativista Abbie Hoffman permaneceram em sua consciência. Em um workshop de maio na revista Nonviolence, ele escreveu: “O grito de 'Flower Power' ecoa pela terra. Nós não devemos murchar. Que mil flores desabrochem.

Nós herdamos essa moda livre protagonizada pela ideia de amor e paz e de que ninguém dita a moda individual. Cada um é livre para escolher. Suas cores, suas flores, seus tecidos esvoaçantes e acessórios handmade ainda fazem parte de muito guarda roupa.

 


Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Comment are moderated

Posts Relacionados

CONHEÇA SEU BIOTIPO E EVIDENCIE SUA BELEZA: Empodere-se da beleza que existe em você
CONHEÇA SEU BIOTIPO E EVIDENCIE SUA BELEZA: Empodere-se da beleza que existe em você
BELEZA não é uma só, a beleza está na diversidade, na pluralidade, num conjunto de aspectos que se iluminam para os o...
Ler Mais
Série Arquétipos das Deusas: Hera
Série Arquétipos das Deusas: Hera
Hera possuí um temperamento extrovertido e um foco na questão do controle / poder do mundo externo. Ela representa a ...
Ler Mais
Série Arquétipos das Deusas: Afrodite a Deusa do Amor
Série Arquétipos das Deusas: Afrodite a Deusa do Amor
Afrodite - possui um temperamento extrovertido e se concentra no relacionamento e no amor. Ela representa a deusa do ...
Ler Mais